12 outubro 2017 2:46 pm

A origem dos sobrenomes mais populares usados no Brasil

Edina Panichi
Curiosidades da Língua Portuguesa

Silva, Santos, Lima, Oliveira…

Quando se tornou necessário criar mais distinções para as pessoas não se confundirem umas com as outras, o homem olhou para a vegetação, para a geografia e para onde mais houvesse inspiração. O resultado: uma mistura de sobrenomes que já têm vários séculos de idade. Saiba quais são os mais presentes entre a população brasileira e como eles surgiram. Obs.: Como não há listagem oficial dos sobrenomes mais comuns no Brasil, o ranking a seguir, com a sua respectiva origem é baseado em dados da Telefônica Vivo (SP). Os dados são referentes a 2013.
Vejamos os primeiros cinco sobrenomes:

1. Silva
Portugal
Quantidade em S.P. – 698.448
Acredita-se que surgiu no Império Romano para designar moradores de regiões de matas – “silva”, em latim, é “selva”. Trazido ao Brasil pelos colonizadores, foi adotado também por escravos libertos. O registro mais antigo por aqui é de 1612.

2. Santos
Portugal
Quantidade em S.P. – 426.453
Sua origem é religiosa, uma vez que era dado, em Portugal, a quem nascia no dia 1º de novembro, dia de Todos os Santos. Cristãos-novos (judeus convertidos que viviam na Península Ibérica) também o adotaram para fugir da Inquisição.

3. Oliveira
Portugal
Quantidade em S.P. – 244.173
O primeiro português a usar seria dono de uma vasta plantação de oliveiras, a árvore que produz a azeitona. O mais remoto membro da família é o lusitano Pedro de Oliveira, que viveu há cerca de 700 anos. Uma oliveira pintada de verde figura no centro do brasão da família.

4. Souza (e Sousa)
Portugal
Quantidade em SP – 232.295
É derivado do latim (“saxa”) e quer dizer “seixos” ou “pequenas rochas”. O nome pertenceu a uma família portuguesa que tinha ancestrais entre os visigodos, povos bárbaros do norte da Europa. Tomé de Souza, primeiro governador-geral do Brasil, foi um membro ilustre.

5. Lima
Portugal
Quantidade em S.P. – 108.139
A maior hipótese é que venha do rio espanhol Limia. A palavra celta significaria esquecimento: segundo a lenda, quem atravessasse Limia perderia a memória. Em Portugal, uma das primeiras famílias foi a de dom João Fernandes de Lima, senhor das terras de Limia.

Comentários Facebook

Comentários