13 março 2018 11:23 am

Antes meta distante, Londrina volta a falar em classificação no Paranaense

Redação Paiquerê

Londrina Foto Gustavo Oliveira Londrina Esporte Clube
Carlos Henrique é o artilheiro do LEC na competição, com três gols. Foto: Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube

Antes meta distante, a possibilidade de avançar para as quartas de final da Taça Caio Júnior do Campeonato Paranaense voltou a ser alimentada no Londrina. Isso depois da vitória sobre o União por 2 a 1, no fim de semana, no Estádio do Café. Com quatro pontos, o LEC é o terceiro do Grupo B. Tem um ponto a mais para o quarto colocado União, cinco a menos em relação ao líder Atlético Paranaense e três de diferença para o vice, Toledo. A duas rodadas do fim desta etapa da competição, o Tubarão faz as contas para, mais uma vez, não parar na primeira fase.

“Nosso principal objetivo é continuar se distanciando da zona de rebaixamento. Mas, olhamos também para a parte de cima (da tabela). Sabemos que não é nada fácil, já que temos duas equipes na nossa frente e que dependem só delas. Temos que começar pelo próximo confronto, que é um jogo de seis pontos”, projetou o técnico Marquinhos Santos. No domingo (18), o alviceleste enfrenta o Furacão, às 19h, na Arena da Baixada. Já o Toledo joga fora contra o União. Na quinta, e última, rodada, o Londrina recebe o Rio Branco e Toledo e Atlético se encaram.

O LEC terá a semana inteira de preparação para o compromisso, mas algumas baixas já são certas. O lateral-esquerdo Igor Miranda foi submetido a cirurgia no joelho e em breve deve iniciar trabalho de fisioterapia. O atacante Keirrison sofreu uma entorse no joelho no jogo com o Prudentópolis, mas será submetido a tratamento clínico. Estima-se que o tempo para recuperação seja de três a quatro semanas. O zagueiro Dirceu será submetido a exames após o desconforto que sentiu na panturrilha direita. O resultado ainda não foi divulgado. Jardel, Sílvio e Germano estão em fase de recuperação após cirurgia a que cada um foi submetido. O zagueiro Del’Amore segue em tratamento.

O treinador já elencou como deve trabalhar os próximos dias. “Vamos focar em ser um time mais incisivo, que trabalhe um pouco mais a postura de agredir o adversário na marcação, que suba mais as linhas e que não fique só esperando e jogando atrás. Gosto das equipes bem compactas, que controlem a partida e que joguem verticalmente buscando o gol”.

 

 

 

Comentários Facebook

Comentários