16 maio 2018 2:16 pm

“Chove mais dentro do que fora”, afirma vereador sobre situação de gabinetes

Neto Almeida
Redação Paiquerê

Foto: Devanir Parra/CML
Foto: Devanir Parra/CML

Após mais de 40 anos da inauguração da Câmara Municipal de Londrina, um laudo técnico feito pelo Corpo de Bombeiros e pela Defesa Civil apontou uma necessidade urgente de melhorias. Das 200 cadeiras existentes na galeria, 66 foram interditadas. Os bombeiros também fizeram diversas solicitações, como um plano de segurança contra incêndio e pânico assinado por responsável técnico; rampas e escadas de acesso precisam de ajustes e corrimãos na altura certa. Também troca de extintores e luzes de emergência, sinalização das rotas de fuga e enquadramento quanto a central de gás.

A Defesa Civil ainda pede que as portas precisam abrir no sentido do fluxo de saída. Toda fiação elétrica e de informática terá de ser readequada além do telhado e das caídas d’água precisam de revisão. O Fundo da Câmara Municipal, que tem que ser usado até 2021, tem aproximadamente R$ 17 milhões, dinheiro que será usado para a reforma e posteriormente para a construção de um anexo.

Segundo o vereador Guilherme Belinati (PP) seu gabinete tem diversos problemas. Ele declarou que “chova mais dentro do que fora”.

Valdir dos Metalúrgicos (SD) é outro que disse sofrer com a falta de infraestrutura do gabinete.

Comentários Facebook

Comentários