6 dezembro 2017 1:21 pm

Executivo quer firmar parceria com Sanepar para cobrança da taxa de lixo

Neto Almeida
Redação Paiquerê

Foto: Devanir Parra/CML
Foto: Devanir Parra/CML

Na tarde desta terça-feira (5), o executivo protocolou na Câmara Municipal de Londrina, um projeto de lei, que altera a cobrança da taxa do lixo no município. A ideia é firmar um convênio com a Sanepar em 2018, já que a inadimplência na conta de água é substancialmente menor que do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU). O secretário de Fazenda, Edson de Souza, confirmou dois motivos cruciais para a mudança. O custo do boleto também traria economia ao município.

Ainda segundo o secretário, a coleta sai de R$ 1,19 para R$ 1,44 a cada vez que o caminhão da coleta passar na rua do imóvel. O número de semanas cobrados também vai ser corrigido, passando das atuais 48 semanas para 52. Com isso, o aumento será de 40%, ao todo. Outra questão é o limitador da cobrança, que não poderia ser maior do que 20% do IPTU. Após a revisão, esse limitador deixa de existir.

Para que o projeto prospere, além da aprovação dos vereadores, a Sanepar precisa incrementar seu departamento de Tecnologia da Informação.

 

Comentários Facebook

Comentários