9 fevereiro 2018 8:51 am

Cohab: Famílias do Flores do Campo não terão prioridade em lotes urbanizados

Neto Almeida
Redação Paiquerê

Marcelo Cortez Cohab Foto CML Imprensa Devanir Parra
Presidente da Cohab foi à Câmara falar sobre a situação do residencial: Foto: CML/Imprensa/Devanir Parra

O presidente da  Companhia de Habitação de Londrina (Cohab-LD), Marcelo Cortez, esteve na Câmara Municipal de Londrina nesta quinta-feira (8) explicando aos vereadores como está a situação da desapropriação do residencial Flores do Campo, marcada para o próximo dia 21 de fevereiro. Também na quinta estava prevista uma reunião entre entidades para discutir a situação do local, mas o evento foi cancelado.

A audiência teria sido marcada pela Defensoria Pública do Município, a pedido de entidades que tem intermediado a retirada dos ocupantes e as negociações. Cortez, em entrevista coletiva, explicou como estão os preparativos para que a reintegração de posse aconteça sem nenhum fato grave. Ele ressaltou sobre a possibilidade da criação de lotes urbanizados, que não terão prioridade para as famílias do Flores do Campo.

O superintendente da Cohab ainda foi questionado se a Caixa deu garantias sobre a continuidade das obras após a reintegração.

Ele elencou o prejuízo para o município com a demora na resolução do problema.

Comentários Facebook

Comentários