10 fevereiro 2018 9:10 am

Mesmo com polêmica, Belinati descarta revogar lei que atualizou PGV

Neto Almeida
Redação Paiquerê

O prefeito de Londrina, Marcelo Belinati (PP) falou em entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira (9)sobre a polêmica que envolve o valor do IPTU de onde mora, que é alvo de investigação no Ministério Público (MP) e que pode, inclusive, culminar em uma ação de improbidade administrativa.

Além de não pagar taxa de coleta de lixo, o chefe do executivo paga menos imposto do que deveria, já que a quantia cobrada é pela área do condomínio Village Premium e não por cada imóvel, o que faz com que a cobrança seja dividida entre os moradores. Belinati garantiu que não sabia da cobrança errada no seu IPTU e que, quando soube, chamou imediatamente os técnicos da Secretaria de Fazenda para identificarem o problema.

Sobre a coleta de lixo, Belinati disse que não sabia que o conomínio não pagava, nem sequer uma taxa de coleta.

Segundo ele, um grupo de trabalho foi criado para investigar quantos condomínios estão nesta mesma situação.

Sobre uma possível revogação da lei que atualizou a Planta Genérica de Valores (PGV), Belinati aparentemente descartou a possibilidade e apenas confirmou que a alíquota pode ser revista.

O chefe do executivo ainda disse que não procurou saber quanto pagava de IPTU. Não usou o simulador e não perguntou a nenhum secretário.

O prefeito de Londrina foi questionado se teme algum processo de cassação. Efetivamente ele não respondeu ao questionamento.

 

Comentários Facebook

Comentários