8 agosto 2018 10:28 am

Operação investiga supostos desvios de recursos no Hospital Evangélico de Londrina

Redação Paiquerê 

 Foto: Reprodução/Google Maps
Foto: Reprodução/Google Maps

A Polícia Civil deflagrou na manhã desta quarta-feira (8) a operação Sétimo Mandamento, que investiga um suposto desvio de recursos do Hospital Evangélico de Londrina. As investigações apontam um desvio de R$ 1.290.585, podendo aumentar com o decorrer dos trabalhos.

Os policiais cumpriram mandados na casa de Cristina Aparecida Antonio, que é ex-funcionária da unidade de saúde, na função de gerente financeira. A residência fica na rua Florindo Salvador, no jardim Santiago, zona norte. Posteriormente, as equipes foram até uma empresa que pertence a mesma mulher. O ex-companheiro dela, André Luis Polite, também é investigado por possível participação no crime. Um veículo Cruze e documentos foram apreendidos. Uma moto BMW não foi encontrada. Também foi realizado bloqueio em contas bancárias do casal.

Mais de R$ 1,2 milhão foram depositados na conta do homem e R$ 49 mil na da mulher. O primeiro desvio irregular aconteceu em setembro de 2017 e até o momento foram identificadas 37 operações neste sentido. Quando a diretoria do hospital percebeu as ações, demitiu a gerente financeira e iniciou uma auditoria interna. Logo depois, a Polícia Civil foi acionada. O casal rompeu o relacionamento amoroso.

Os delegados Osmir Ferreira Neves, chefe da Polícia Civil em Londrina, e João Reis, explicaram o caso nesta manhã. “Ela ocupou o cargo de gerente financeira da unidade e isso viabilizou com que ela tivesse acesso a toda movimentação financeira. Um fato realmente grave e agora as investigações irão avançar no sentido se houve a participação de terceiros que ainda não foram identificados, sejam funcionários ou não da instituição, e também busca de valores que foram desviados. Vamos apurar também a origem do dinheiro, justamente para delinear a responsabilidade criminal “, afirmou Neves.

Confira todas as informações do caso com o repórter Reinaldo Furlan: 

Atualizada às 11h30

Comentários Facebook

Comentários