13 junho 2018 9:04 am

Sindicato apoia investigação sobre distribuidoras de combustíveis

Lino Ramos
Redação Paiquerê

O diretor do Sindicombustíveis em Londrina, Cláudio Mônaco, considerou importante a informação de que o Ministério Público (MP) vai investigar a responsabilidade das distribuidoras sobre o preço dos combustíveis durante e depois da paralisação de caminhoneiros. De acordo com o promotor de Defesa do Consumidor, Miguel Sogaiar, um inquérito foi aberto para investigar suposto crime contra a economia popular, em razão de supostos abusos de preços praticados por estabelecimentos em Londrina.

Durante a paralisação, iniciada dia 21 de maio, a Paiquerê recebeu informações de que ao menos um posto teria cobrado R$ 8 pelo litro da gasolina. Segundo Cláudio Mônaco, diretor da entidade na cidade, a investigação é essencial, porque os postos são o último elo entre o setor e os consumidores.

De acordo com o Sindicombustíveis, a prática de preço abusivo é uma acusação grave, que deve ser investigada a fundo e comprovada, sempre respeitando o amplo direito de defesa. O sindicato disse ainda que é importante as autoridades avaliarem também as práticas das distribuidoras, já que os postos não compram diretamente das refinarias, compram das distribuidoras. Assim, é fundamental avaliar como estas grandes companhias atuaram durante a crise.

Comentários Facebook

Comentários