14 novembro 2017 12:13 pm

Suspeito de matar ex-agente penitenciário é preso em Londrina

Redação Paiquerê 

Bruninho do Jamile Dequech foi apresentado na Delegacia de Homicídios
Bruninho do Jamile Dequech foi apresentado na Delegacia de Homicídios

Policiais civis da Delegacia de Homicídios prenderam o suspeito de assassinar Diego Julio Lapchenski Macena, de 23 anos, que havia trabalhado como agente penitenciário e foi morto em julho deste ano. Bruno Eduardo Pinto, conhecido como Bruninho do Jamile Dequech, foi preso na última segunda-feira (13) e é acusado de cometer o assassinato.

O corpo de Macena foi encontrado no dia 18 de julho deste ano, em um fundo de vale, na Estrada da Pedreira, entre o Jamile Dequech e Cafezal, na zona sul da cidade. O cadáver estava com marca de cortes na nuca, o que indica tortura antes da execução. Macena havia sido visto pela última vez na quando teria ido ao Jamile Dequech para comprar um terreno.

No mesmo dia em que o corpo foi encontrado, o empresário Paulo Roberto Reina, pai de Macena conversou com a Paiquerê sobre a morte do seu filho. Na ocasião, ele disse que acreditava que a morte está ligada a atividade de agente penitenciário, que a vítima exerceu por mais de um ano. No trabalho ele ficou conhecido como “venenoso” e tinha várias ameaças. Para ele, a oferta do terreno pode ter sido utilizada como uma emboscada. Confira a entrevista na íntegra!

 

 

Comentários Facebook

Comentários