30 setembro 2018 12:52 pm

Apesar da vacinação, Londrina permanece em alerta contra o Sarampo

Lino Ramos
Redação Paiquerê

Londrina permanece em Estado de Alerta contra o Sarampo, apesar de ter participado da campanha nacional de vacinação contra a doença, trabalho que incluiu a imunização contra a Poliomielite. De acordo com a enfermeira Sônia Fernandes, Coordenadora do Programa Municipal de Imunizações, a cidade ficou suscetível à doença porque não atingiu o índice ideal de vacinação contra o Sarampo, uma doença altamente contagiosa.

Em 47 dias de campanha, a Secretaria Municipal de Saúde de Londrina imunizou de 24.256 crianças contra o sarampo e 24,059 mil contra a paralisia infantil, números que representam, respectivamente, 92,7% e 91,9% do público-alvo, que era de 26 mil pessoas.

De acordo com a secretaria, a campanha, que estipulava como prazo final a data de 31 de agosto, foi prorrogada duas vezes com o objetivo de alcançar a meta nacional do Ministério da Saúde, que é imunizar 95% das crianças com idades de 12 meses a menores de 5 anos.

Durante o período, foram desenvolvidas ações como a aplicação da vacina em Centros Municipais de Educação Infantil e ampliados os dias de atendimento nas unidades, que funcionaram em alguns sábados dos meses de agosto e setembro com iniciativas do Dia “D” da vacinação.

A vacinação de rotina prossegue nas unidades da zona urbana e rural e crianças de 12 meses a 5 anos incompletos podem tomar a primeira ou a segunda dose da vacina. Já o indicativo para o sarampo é que as pessoas tomem duas doses até os 29 anos. A enfermeira Sônia Fernandes ressaltou que adultos menores de 50 anos também podem ser imunizados.

Comentários Facebook

Comentários