6 dezembro 2018 1:19 pm

Completando um ano em Londrina, colégio da PM vai ampliar vagas

Redação Paiquerê

O Colégio da Polícia Militar de Londrina completou no final de novembro um ano. A assinatura oficial do decreto pelo Governo do Estado é de 24 de novembro. A instituição, localizada na zona oeste, foi a primeira da PM no interior do Paraná. Os alunos que eram do antigo colégio São José continuam estudando junto com os que ingressaram por concurso, processo obrigatório para fazer parte da turma.

Segundo o capitão Alfredo Euclides Dias, comandante da instituição, a grande procura por famílias e estudantes é sinal de que foi um acerto a instalação da escola na cidade.

Em 2018, 350 vagas foram ofertadas, sendo 30 para o sexto ano do fundamental e o mesmo número para o primeiro ano do ensino médio. Destes, cerca de 35% são filhos de militares. Para 2019 haverá uma ampliação para 530 vagas. Serão 90 oportunidades para o fundamental e outras 30 para o ensino médio. O concurso para estes novos alunos já foi realizado e o resultado será divulgado em 17 de dezembro. A tendência é que a instituição chegue a 40% de estudantes filhos de policiais militares.

Antes de se tornar colégio da PM, a estrutura do antigo São José recebeu uma série de melhorias, com pintura e reformas de salas de aula. Nos últimos meses, com apoio de policiais da reserva e pais, a biblioteca foi ampliada e melhorada. Para ano que vem a meta é trocar os atuais quadros negros por outros que ofereçam opções tecnológicas.

O Paraná irá ganhar em 2019 mais quatro colégios da Polícia Militar. Além das unidades de Curitiba e Londrina, outras três vão começar as atividades em Cornélio Procópio (Norte), Maringá (Noroeste), Foz do Iguaçu (Oeste) e Cascavel (Oeste). Capitão Alfredo classificou este aumento como positivo.

Avaliação da Secretaria Estadual de Educação mostrou que o desempenho dos alunos do sexto ano do ensino fundamental e do primeiro ano do Ensino Médio do colégio da PM foi superior nas disciplinas de língua portuguesa e matemática em relação aos estudantes da área de abrangência do Núcleo Regional de Educação e do Paraná. Em matemática, por exemplo, o índice apurado do colégio foi de 289, contra 235, da média regional, no ensino médio.

Comentários Facebook

Comentários