6 dezembro 2018 8:43 am

Empresas que participavam de licitação de uniforme são denunciadas ao MP

Neto Almeida
Redação Paiquerê

A Secretaria Municipal de Gestão Pública desclassificou três empresas que participavam da licitação para uniforme escolar e inabilitou uma quarta empresa, esta de Maringá. As desclassificadas eram de Indaial, Santa Catarina, e venceram dez lotes. Já a empresa inabilitada é de Maringá e teve um recurso julgado por fraude em licitação, de um processo de 1998, portanto acabou perdendo os 16 lotes que havia vencido. O certame tem valor total de R$ 3 milhões para aquisição de cerca de 160 mil peças.

Após diligências realizadas, segundo Fábio Cavazotti, secretário de Gestão Pública, foram levantados diversos indícios de que as três empresas desclassificadas não cumpriam dispositivos do edital.

A suspeita é inclusive, que as empresas desclassificadas representavam o mesmo grupo econômico.

Além das providências administrativas, a Secretaria Municipal de Gestão Pública notificou o Ministério Público (MP) em razão da suspeita de conluio entre as empresas. Dois servidores foram para Indaial verificar a procedência das empresas.

O secretário ainda explicou quais os prejuízos caso caracterizado que as empresas representassem o mesmo grupo econômico.

A Comissão Permanente de Licitações está dando andamento ao processo, convocando as outras empresas participantes pela ordem de classificação. Participaram do processo licitatório 31 empresas. Diligências realizadas até o momento também serão adotadas paras as próximas empresas convocadas. O objetivo, segue sendo cumprir os prazos para que os alunos recebem os uniformes no primeiro dia de aula.

 

Comentários Facebook

Comentários