5 dezembro 2018 10:14 am

Malucelli propõe zerar repasse que faz ao Londrina para continuar em 2019

Redação Paiquerê

Gestor, diretoria e conselho se reuniram nesta semana para tratar sobre a parceria. Foto: Divulgação

O gestor do Londrina, Sérgio Malucelli, propôs ao conselho deliberativo do clube a redução do repasse que faz dos atuais 10% para zero para continuar em 2019. Ele e os conselheiros estiveram reunidos no início desta semana. O encontro teve como pauta decidir o rumo do futebol profissional do LEC nos próximos anos e também serviu para avaliar toda a parceria que o time tem com a gestora desde 2011. Recentemente, Malucelli manifestou que não tem interesse em renovar o vínculo com a equipe depois de 2020, quando acaba o contrato.

Quando assumiu a gestão do Tubarão, o mandatário repassava ao clube 20% das receitas oriundas de patrocínios e cotas de televisão. Em 2016, alegando problemas financeiros para manter a equipe, pediu que o percentual fosse diminuído para 10%, o que foi aceito pelo conselho deliberativo e é o que vem ocorrendo desde então. Malucelli colocou a proposta oferecendo a contrapartida de quitar uma dívida de cerca de R$ 1,5 milhão que o Londrina adquiriu ao londo deste ano. Os conselheiros, junto com o presidente Cláudio Canuto, devem decidir sobre o tema nos próximos dias.

Em seu site, o Londrina destacou que “o interesse da parceria continuar até 2020 é conjunto, e para isso a diretoria executiva juntamente com o conselho farão um levantamento financeiro sobre a realidade do clube. A empresa que hoje administra o futebol profissional irá analisar em conjunto com o Londrina todos os gastos e investimentos com o LEC para tomar as decisões do futuro” e que “o estudo fará com que o LEC debata com a SM Sports o melhor caminho para ambos”. Uma comissão de planejamento foi formada recentemente para discutir o andamento da estruturação do Alviceleste.

Comentários Facebook

Comentários