20 dezembro 2018 11:23 am

Qual a origem e significado da expressão “Senta a Pua”?

Edina Panichi
Curiosidades da Língua Portuguesa

Esta expressão é uma gíria da época da guerra, usada como incentivo. Seria como a expressão dos dias de hoje: “Manda bala!” Senta a Pua! era o símbolo e grito de guerra do 1º Grupo de Aviação de Caça da Força Aérea Brasileira, tendo suas origens na Segunda Guerra Mundial. O símbolo foi criado pelo então Capitão Aviador, Major-Brigadeiro Fortunato Câmara de Oliveira, Comandante da Esquadrilha Azul.

Porto de Norfolk, Virgínia, EUA – 20.09.1944 (quarta-feira): Aqui inicia-se a história do avestruz de quepe. Pronto para embarcar para o Teatro de Operações, com o grito de guerra em todas as gargantas, faltava ao Grupo um emblema. Coube ao Capitão Aviador Fortunato Câmara de Oliveira, artista cuja característica era a criatividade de impacto, desenhá-lo, o que foi feito a bordo do navio USAT Colombie, que transportou a Unidade do Porto de Norfolk. Virgínia, EUA, ao porto de Livorno. Apareceu, então, pela primeira vez, a figura atlética do Avestruz do 1º Grupo de Caça, que nunca escondeu a cabeça diante do perigo, como reza a tradição dos seus primos. Ao contrário, os que o levaram em suas missões de guerra, pintado na carenagem do motor dos Thunderbolts (aviões utilizados pelos pilotos), foram condecorados por atos de bravura pelo Governo dos Estados Unidos, por proposta do Comandante da 12ª Força Aerotática da USAAF, a quem o 1º Grupo de Caça estava subordinado operacionalmente no Teatro de Operações do Mediterrâneo. O Avestruz Guerreiro do “Senta a Pua!” foi, para a FAB, o que representa o emblema “A Cobra Está Fumando” para o Exército, através das batalhas de Monte Castelo, Montese e outras, sustentadas e vencidas pelos heroicos pracinhas da Força Expedicionária Brasileira.

Simbologia do Emblema:
faixa externa verde-amarela: o Brasil
avestruz: velocidade e maneabilidade do avião de caça e o estômago dos pilotos, que aguentava qualquer comida.
quepe do avestruz: piloto da Força Aérea
escudo: a robustez do P-47 e proteção ao piloto.
fundo azul e estrelas: o céu do Brasil com o Cruzeiro do Sul
pistola: poder de fogo do Thunderbolt
nuvem: o espaço aéreo
fumaça e estilhaços: a artilharia antiaérea (FLAK) inimiga
fundo vermelho: o sangue derramado pelos pilotos na guerra
frase “Senta a Pua”: o grito de guerra do 1º GAvCa brasileiro (Grupo Aéreo de Aviação de Caça).

Fonte: www.aerocurso.co/?r=noticia/view&id=1637 Acesso em: 29 out. 2018.

Comentários Facebook

Comentários