5 dezembro 2018 8:57 am

Universidade Estadual de Londrina vai ofertar biotecnologia em 2020

Neto Almeida
Redação Paiquerê

Reitor da UEL foi a Curitiba para assinatura de decreto. Foto: AEN

A Universidade Estadual de Londrina (UEL) oficialmente ganhou mais um curso. A governadora Cida Borghetti (PP) assinou nesta terça-feira (4), no Palácio Iguaçu, a criação do bacharelado em biotecnologia, que atenderá as demandas do mercado por profissionais habilitados para atuar nesta área. O primeiro vestibular será em 2019 e o curso começa em 2020.

Segundo o reitor da UEL, Sérgio Carvalho, a universidade já vem desenvolvendo pesquisa e pós-graduação. Ele afirmou que a graduação dará um fechamento nas atividades, formando novos profissionais.

A biotecnologia compreende a produção de bens e serviços nas áreas de pesquisa, produção e utilização de novos insumos, como nos setores agrícola, industrial, de saúde e ambiental. Nenhuma instituição de ensino superior do município oferta vagas para biotecnologia ou área similar. A carga horária do curso será de 3.750 horas, com regime de matrícula seriado anual. O período mínimo de realização do curso será quatro e o máximo de oito anos.

Comentários Facebook

Comentários